quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Os meus bosses são bipolares. É esta a conclusão que chego depois de quase três anos de convivência (nem sempre fácil). Se por um lado as vezes até conseguem ser boas pessoas por outro muitas vezes é a ver quem enganam mais. Se por um lado querem que eu faça as coisas a velocidade da luz por outro estão sempre a chamar-me e a pedir-me coisas desnecessárias. Chego a estar mais de meia hora ao pé do boss (faça frio ou calor, chuva ou sol) sem que ele me diga algo de realmente importante enquanto faz meia dúzia de chamadas, mas se por acaso viro costas para vir fazer o meu trabalho ele sai-se logo com um "anda cá, não fujas" como se tivesse uma dezena de coisas realmente relevantes para me dizer. É ver o correio aumentar sem que eu tenha tempo de o tratar, porque quatro horas (e não tiro os dez minutinhos a que tenho direito para o lanche) não chegam para tudo, é levar com a boss a reclamar que está tudo a acumular-se e que não pode ser mas que depois me chama para tudo e mais alguma coisa quando está a mexer no computador porque não percebe nada de nada daquilo, nem do que já lhe expliquei mais de dez vezes. E eu ando assim...neste impasse sem saber o que pegar primeiro, a rezar a todos os santinhos para que o telefone toque com boas noticias que me tragam um novo alento.

1 comentário:

Marta disse...

Eu diga sempre que sou Bipolar mas mais no meu lado emocional, ora bem que estou triste, ora bem que estou contente...há dias...mas isto é a brincar, claro!