quarta-feira, 27 de março de 2013

"Ah e tal não temos dinheiro para lhe pagar o que lhe é devido quando a mandarmos embora, então vamos pegar pelas coisas mais estapafurdias para ver se ela se farta e se vai embora de livre vontade."

Estou farta disto... estou farta disto... estou farta disto... estou farta disto. Juro que se me aparecesse uma oferta de trabalho nem que fosse para trás do sol posto onde o vento não faz a curva, que eu ia sem olhar para trás. Não sei se é o facto de estar nesta incerteza, se o trabalho é para continuar, ou se no fim do mês vou de malinha aviada para casa, mas o certo é que já me estou a esgotar nesta minha paciência infinita que tenho e que toda a gente gaba. Ou hão-de ser as férias que gozei (porque eles quiseram) do ano passado, ou são os dias de férias que não estavam bem contados, ou são as folhas que estão fora do lugar... Oh vida...A ver se o fim do mês chega depressa para ver se vejo a minha vida decidida, que isto assim também não dá.

2 comentários:

Kotta1947 disse...

Deve ser mesmo esgotante uma incerteza assim. Não digo tenha paciência porque até essa se está a esgotar. Sorte. Bjo

Sandra Tavares disse...

É á pala disso que estou de baixa há 3 meses com um esgotamento.
Boa Páscoa.