quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Geocaching

Ora, aqui há uns dois anos, num dos cafezinhos em casa da S. o meu homem comentava com o D. (esposo da S.) que queria começar a fazer Geocaching, que achava o conceito giro e que era uma boa maneira de aproveitar os passeios, ou de aproveitar para passear. Aquilo ao inicio fez-me confusão e juro por todos os santinhos que não estava a perceber nada, aquilo para mim era chinês do mais puro que há. Acontece que sou uma pessoa curiosa, e como tal, decidi ir pesquisar acerca do assunto. Após algumas tentativas de acertar com a maneira certa de escrever o nome, lá consegui arrecadar uma serie de informação que serviu para me aguçar a curiosidade. No entanto, o tempo foi passando e apesar de continuar a informar-me sobre o assunto, acabou por cair um bocadinho no esquecimento, até porque os aparelhos são um bocadinho carotes.
Entretanto, no inicio deste ano o assunto voltou a baila. Um dos novos chefes do meu agrupamento faz geocaching e depois de no sábado termos feito uma actividade e de termos encontrado (minha primeira) uma cache juntos, fiquei a matutar no assunto. Ontem rendi-me e comprei um GPS outdoor, inscrevi-me no site e pronto. Estou pronta para andar a correr por esse Portugal e mundo fora a procura de "pequenos" tesouros.
Não fosse eu uma arqueóloga que também é escuteira e tudo mais e sempre queria ver se o interesse na actividade era o mesmo.

2 comentários:

Marta disse...

Era algo que gostava de fazer, deve ser uma aventura gira.

L. disse...

Fiz uma vez e não correu bem. Estou lá inscrita e parece que agora arranjei alguém à altura pra me acompanhar. Vai ser desta!