sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Das previsões astrologicas

No final do ano passado, na altura em que todos os tarologos e astrólogos e o raio que os parta fazem as suas previsões anuais, fiquei com a ideia que este ano ia ser um ano fantástico. A segunda posição no ranking dos signos e as maravilhas que se diziam ir acontecer em 2011 para os Sagitarianos fizeram de mim uma pessoa que "não nega a partida uma ciência que desconhece". Ora a bem da verdade e porque sou uma pessoa um tanto optimista, tem sido um ano de caca. Do balanço que faço, a três meses de acabar o ano, a única coisa que realmente aconteceu de bom na minha vida foi acabar o curso, porque de resto tem sido o descalabro. Quer a nível do amor, como da família, como do trabalho, sendo a única coisa que ainda se vai mantendo boa é a saúde, que tirando umas ligeiras constipações, nada de mais me tem apoquentado. E isto leva-me a pensar, pouco que eu sou pessoa que não liga muito a isto (e neste momento tenho as constelações todas a conspirarem contra mim), se 2011 era um ano tão prometedor para os sagitarianos, no ano em que Sagitário estiver assim mais por baixo acontece-me o quê? Ando com uma nuvem de chuva o ano inteiro só em cima da minha cabeça, quando há todo um sol para todo o resto da população? É isso? Ou ainda está reservado para mim algo de realmente espantoso nestes tres meses que ainda faltam?

2 comentários:

Marta disse...

Eu também tinha ideia que ia ser um bom ano, para todos, uma vez que estamos no ano do Coelho (chinês) e supostamente seria um ano sereno.
Pfuuuuuuuuuuu só se for para o Coelho, pois para mim, está a ser um ano daqueles.

Leonor disse...

O que se esquecem de dizer nessas previsões é que há uma sempre uma minoria, diria eu, que não será bafejada pela sorte, e, se calhar, tu estás nesse grupo, esqueceram foi de te dizer.
Se a saúde está boa, nem tudo é mau. Claro que podia ser melhor!!!! Mas continua com o optimismo porque isso ajuda a não vermos a vida tão cinzenta como ela é...