segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Ele há gente muito estranha!!!

Ora aqui a menina hoje deixou o mano na escola e rumou a faculdade. A aula era ao meio dia, mas aproveitei e fui para a biblioteca estudar. Quer dizer, pelo menos tentar, é que a biblioteca da minha faculdade serve para tudo menos para isso, pelo menos para alguns. Quando lá cheguei escolhi uma mesa onde não estava ninguém e em que as do lado também estavam vazias e o estudo até estava a correr bem. Pausa para respirar fundo e quando olho para o lado estava um rapaz completamente deitado em cima do computador a dormir. Tapadinho com o casaco e tudo, que com o frio que está ainda se constipa. É neste momento que chega outra senhora parecida com o arco-íris de tanta cor que trazia vestida e alegre que só ela. Assim que chegou começou logo a mandar vir com o rapaz que estava no sono dos justos, sem se aperceber que ao lado dele havia dois moços que estavam em amena cavaqueira. Decidiu então, a senhora, sentar-se de frente para mim e espalhar por tudo o que era mesa computadores, livros, cadernos, fios, malas, enfim...tenho para mim que a senhora levou a casa as costas para a faculdade. Não contente com o festival ainda começou a cantar. Aqui a menina a hiperventilar já por todos os lados achou por bem fazer uma pausa para cafezinho. Não sei se foi pior, se me fez acalmar...Pois que quando chego a (supostamente) minha mesa de estudo e pensava encontra-la organizada como deixei ia-me dando uma coisinha má. Era o dobro dos livros espalhados já por cima das minhas coisas, era canetas, era tudo... calmamente sentei-me, lancei-lhe um olhar fulminante e ela lá retirou algumas coisas que estavam a ocupar o meu espaço. Pude então continuar o meu estudo descansadamente, porque o olhar que lhe lancei pelos vistos avisou-a que se continuasse a cantar e a falar sozinha era capaz de haver sangue.

6 comentários:

andreia disse...

Muito calma foste tu ...que cota mal formada essa .
Bjs e bons estudos

Me disse...

Muita paciência ainda tiveste tu! Fosse comigo e o olhar de mete nojo saía logo mal ela se aproximasse!

Olhos Dourados disse...

Isso é de deixar uma pessoa possessa.

Bloguótico disse...

É por essas e por outras que no meu tempo de estudante (nada distante, diga-se) "barricava-me" numa das "solitárias" da biblioteca [gabinetes]! Estava protegido de momentos desses! :D

cereja disse...

Ahahahah...lindo! :)

Anjo De Cor disse...

Xiça era gorda queria o espaço dela e dos outros, hehehehe.
Haja paciência, há dias que aparece cada pessoa mais estranha.
Beijinhos*