sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Os hospitais!!!

Os hospitais foram feitos para cuidar dos doentes. Os hospitais deviam ter regras administrativas que facilitassem a vida ao utente que por sua vez daria muito menos trabalho também aos médicos e aos respectivos administrativos, recepcionistas, etc. mas não é isso que se passa. Ontem foi dia de consulta no Hospital de S. Maria. Há cerca de 6 meses atrás recebi uma carta a dizer que a hora da consulta tinha sido mudada e que pediam a minha comparência pelo menos meia hora antes. Podiam era também ter escrito na carta que a consulta que me estava destinada já não era no mesmo local onde durante 4 anos me dirigi, e sim do outro lado do hospital. Ora cheguei e o pai (que foi fazer companhia) meia hora antes do estipulado (uma hora a mais portanto), tirei a senha e esperei que na recepção me chamassem...Quando finalmente chegou a minha vez já tinha passado meia hora e o rapazito disse-me que já não era ali, mas para seguir as setas que elas indicavam tudo (prestável que só ele). Foi o que fiz...segui as setas. O problema todo está no facto de a meio do caminho, entre corredores e mais corredores, vira para aqui, vira para ali, deixa de haver setas que indiquem. mais uma vez dirigi-me aos senhores que agora estão ao das maquinas dos tickets e o senhor manda-me para o fundo do corredor... chego ao fundo do corredor o outro manda-me para o lado oposto (ou seja de onde eu tinha vindo) e eu já a respirar fundo e a pensar que não saía dali sem fazer um escarcel e quando cheguei ao fundo novamente me mandaram para o outro lado novamente e eu disse que não ia, porque la tinha estado e não era ali e a ver o tempo a passar já estava em cima da hora da consulta...lá perguntei a outro moço (bem parecido sim senhor) e ele lá me indicou o caminho certo. Mais um guiché, mais uma senha, mais uma espera...quando finalmente fui chamada também não era ali, era ao fundo do corredor... Lá dei com o corredor e com o guiché certo e com um senhor a chamar os números das senhas numa sala cheia de galinhas (entenda-se gente a falar mais alto que o normal) e ia no 100 e eu era o 131 e já passava da hora da consulta e o senhor lembrou-se que tinha vontade de fumar um cigarrinho e deixa o posto de trabalho dele e toda a gente a espera. O que me valeu foi o pai que perguntou a senhora auxiliar se já tinha sido chamada e como já tinha sido fui esperar noutra sala enquanto ele ficou no meu lugar (porque temos de tirar a senha para dizer que já la estamos e depois no fim da consulta novamente) e fui logo despachadita pela medica( não sem antes levar nas orelhas que tinha de estar meia hora antes e blá blá blá). A boa noticia é que quatro anos depois de consultas regulares não vou precisar de la ir novamente. Tenho o problema controlado e assim os nervos também.

Diz que agora o hospital até tem GPS para casos como o meu (de andarem perdidos nos corredores). Podiam era em vez dos GPS por funcionários mais simpáticos e que saibam realmente onde ficam as zonas do hospital!!!

3 comentários:

Olhos Dourados disse...

Pois, ainda no fim-de-semana fui ao hospital ver a minha avó e não dava com ela...

Kotta1947 disse...

Como te compreendo minha amiga. Nem te conto. Bjo.

Cat disse...

Querida, eu estou há cinco anos no HSM e só desde o ano passado é que me sinto perfeitamente como peixe na água e nunca me perco. Portanto, é o trabalho de uma vida, é perfeitamente normal que te tenhas perdido (de acordo com as indicações que existem, claro. Não é normal é as mesmas serem de tão má qualidade!):

HSM sucks :P LOL eu estou ansiosa por sair de lá! :P

Ainda bem que não precisas voltar, é a melhor noticia :)