quinta-feira, 26 de março de 2009

É facil...

Hoje a hora de almoço a formiga estava a ver televisão e eis que chegam os anúncios...ora para todos os gostos, desde aqueles que não se percebem, aos que até são engraçados, aos que nos passam ao lado e os que são completamente estúpidos. Um deles é referente a imagem aqui ao lado...Mas quem é que disse aos senhores do marketing, que por dois parvos a falar que nem se percebem com aqueles trocadilhos completamente estapafurdios, que isso iria trazer mais clientes? Han? E ali estão dois parvos conversa pa aqui, conversa pa ali, com o ar mais alucinado de todos os tempos e o melhor é quando o anuncio acaba, lançam um sorriso tipo "bem a pala desta parvoíce vou ter uns arranjinhos de borla". Decididamente anúncios que não deveriam ser transmitidos, porque para brindar o espectador com estas pérolas, mais valia nem haver publicidade.

Prometo que quando vir um de que goste que ponho aqui o post a elogiar...

3 comentários:

Anónimo disse...

então e aquele spot publicitário da internet canguru em que se vê dois sujeitos a provocar a morte de um outro sucessivamente... em situações que poderão muito bem levar a acidentes entre os mais pequenos...pois o tipo acaba sempre por se levantar! e ainda se riem da morte do pobre coitado.... á publicitários que se esquecem que hoje em dia as ciranças são grande parte do público da tv....

formiguita disse...

sim...tambem é muito estupido mesmo...e so percebi quando olhei mesmo com olhos de ver esse anuncio...enfim...muita falta de originalidade...outro que me irrita muito tambem é o novo da compal...que parvoice...ninguem fala com goiabas...

tudo.a.que.tenho.direito disse...

bem e os anúncios das senhoras vestidas de cor de rosa??? aquele potentíssimo detergente para tirar nódoas!! então o anúncio é de uma mãe que só repara que o filho tem uma nódoa NO PEITO enoooorme quando lhe veste a camisola! então e quando a passou a ferro?! e quando a arrumou na gaveta dobrada com aquela parte para cima?! bem, va la.... pelo menos não há um tipo que surge de dentro de um lençol com uma embalagem de detergente como o senhor da ariel!